Eficiência com Process Mining

Blog

Eficiência

 26 Junho, 2020

Fluxos no ambiente hospitalar e os desafios da gestão


A eficiência dos fluxos no ambiente hospitalar garante a segurança do paciente e a sustentabilidade operacional dos serviços de saúde. Estrutura física, equipes profissionais e processos são organizados para acondicionar todos os fluxos de pessoas, equipamentos, materiais e medicamentos a serviço do paciente.

Os fluxos de um ambiente hospitalar são temas recorrentes de projetos de inúmeras instituições de todo o mundo. No Brasil, o PROADI-SUS no triênio 2018-2020 já desenvolveu 155 projetos de impacto nacional por meio de parceria com cinco grandes hospitais brasileiros. Fluxos de serviços de emergência, procedimentos cirúrgicos, assistência farmacêutica, prevenção e tratamento ao câncer são alguns destes projetos.

Este tema também é discutido regularmente por instituições internacionais como o IHI (Institute Healthcare Improvement), AHRQ (Agency for Healthcare Research and Quality) e NHS (National Health Service). A melhoria contínua sobre os fluxos é uma estratégia consolidada para garantir o acesso, segurança do paciente e a redução de custos.

Entretanto, mesmo diante de tantos esforços entre instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, condições de contrafluxo impactam negativamente os resultados. Condições de ineficiência estão espalhadas pelo hospital e são dores comuns de todos os gestores dos serviços de saúde.

Destacamos algumas destas situações:

  • Readmissões hospitalar pela mesma causa;
  • Retorno à UTI durante a mesma internação;
  • Reoperação ou re-abordagen cirúrgica;  
  • Recoleta de exames laboratoriais;
  • Desabastecimento ou estoques desnecessários de materiais e medicamentos
  • Repetição de exames de imagem.

As implicações destes problemas acometem diretamente a experiência e segurança do paciente. Recente estudo do ano de 2020¹ avaliou 351.416 internações em 182 hospitais brasileiros. Na primeira passagem hospitalar a permanência de até 4 dias foi 80% dos pacientes com taxa de mortalidade de 2,2%. Entretanto, os pacientes com readmissão hospitalar até 30 dias a permanência hospitalar em até 4 dias caiu para 45,8% e a mortalidade subiu para 9%.

Outras implicações recorrentes relacionadas a falhas nos fluxos hospitalares são aumento do tempo de permanência, falhas no agendamento cirúrgico e represamento de altas. Todas estas condições impactam diretamente nos custos hospitalares e em perdas de receita.

As soluções necessárias para o gerenciamento efetivo dos fluxos hospitalares passam por modelo de gestão consolidado e tecnologias que deem suporte compatível aos desafios. Monitoramento de indicadores de processos e resultados são regularmente acompanhados e analisados.

Mas simplesmente analisar os números a partir dos limites de tolerância, histórico de resultados e benchmark são suficientes? O que você acha?

Taxa de ocupação de 82%, giro de leito de 1,2 com média de permanência de 4,3 dias. Estes dados são suficientes para a tomada de decisão?

Acredito que alguns insights já são possíveis, mas olhar a jornada do paciente a partir de diversas perspectivas é algo muito mais esclarecedor. Compreender o detalhe do perfil epidemiológico, serviços consumidos por linhas de cuidados e tempos de atendimento gera uma nova definição sobre modelo de gestão eficiente.

A tecnologia de mineração de processos utiliza os eventos registrados e disponíveis no prontuário eletrônico do paciente para a construção destas análises. Orientado para a descoberta, análise e monitoramento, a mineração de processos permite à análise de grande volume de atendimentos e de forma totalmente remota.

Observando os princípios do cuidado centrado na pessoa, a mineração de processos permite também um olhar individual tanto para as necessidades dos pacientes quanto dos diferentes gestores de serviços de saúde.

  1. http://revista.fcmmg.br/ojs/index.php/ricm/article/view/284
  2. https://hospitais.proadi-sus.org.br/projetos
  3. http://www.ihi.org/resources/Pages/IHIWhitePapers/Achieving-Hospital-wide-Patient-Flow.aspx


Autor: UPFLUX

UPFLUX © 2019 by agentecria.com

Bitnami