O papel do engenheiro de produção em Healthcare

11 de Dezembro de 2020

• Tempo de leitura:

Voltar

O engenheiro de produção é o profissional que estuda e realiza melhorias quanto à implementação de sistemas de produção e tudo o que a envolve, como uso de materiais, equipamentos, recursos naturais e humanos. Embora seja relacionada primeiramente a indústrias, a Engenharia de Produção também é aplicável no setor de serviços, varejo e em saúde.

O Lean Healthcare – termo utilizado pela primeira vez em 2002 – trouxe ao sistema de saúde a teoria da produção enxuta, usando ferramentas e técnicas que aumentam a produtividade e reduzem custos. Lean Healthcare é proveniente da abordagem Lean, que teve sua origem no Sistema Toyota de Produção, estabelecido no final da década de 1940. A metodologia buscava reduzir processos que não agregavam valor ao produto final, atingindo melhorias significantes em produtividade, eficiência e custos.

Por conta dos impactos notáveis, a metodologia Lean se espalhou não só por várias indústrias, mas também a diversos segmentos de negócios. Instituições hospitalares buscam obter alta eficiência em seus processos para disponibilizar um serviço de qualidade, ao mesmo tempo em que os custos são reduzidos.

Os sistemas de saúde podem se tornar mais complexos que grandes indústrias. Isto porque há um grande número de variabilidades e alta demanda de recursos (aparelhos de realização de exames, salas de cirurgias, instrumentos cirúrgicos) que precisam estar disponíveis na quantidade e tempo certo. Além disso, é imprescindível que a equipe multidisciplinar deva estar disponível em tempo hábil e preparados para os procedimentos requisitados.

Há ainda uma preocupação com a redução de custos e eliminação de desperdícios. Em um ambiente de alta complexidade, o posicionamento de um engenheiro de produção se faz necessário em áreas chaves como: áreas assistenciais, apoio gerencial, apoio logístico e apoio técnico.

Atuações do engenheiro de produção

  • Áreas assistenciais: Os protocolos e diretrizes clínicas orientam a equipe multidisciplinar na front-line, guiando o atendimento aos pacientes e a organização de recursos. Aqui, o engenheiro de produção tem como missão planejar e controlar as operações, organizando e criando procedimentos com base nos recursos disponibilizados e estrutura hospitalar. Sua atuação é necessária também na criação e análise de planos a serem utilizados em momentos de adversidades, como aumento repentino de pacientes ou falta de recursos. Podemos usar como exemplo a pandemia de COVID-19, onde houve um aumento não planejado de demanda, causando superlotação de leitos e UTI’s necessitando de recursos que não haviam sido planejados.
  • Apoio gerencial: O engenheiro de produção tem capacidade de desenvolver uma visão técnica detalhada sobre os principais processos que contribuem para a melhoria da assistência à saúde, e criar soluções de baixo custo para serem implementadas. Dessa forma, podem assumir cargos de alta hierarquia estratégica.
  • Apoio logístico: A técnica Just in Time(JIT) utiliza várias normas e regras para melhorar o fluxo de materiais dentro da instituição, ou seja, o JIT visa que cada processo seja suprido com os itens em quantidades, no tempo e no lugar certo. O engenheiro de produção entra em ação para alinhar a quantidade demandada no tempo requerido.
  • Apoio técnico: Os serviços de apoio técnico, como serviço de enfermagem e fisioterapia, existem para entregar valor ao paciente. Dessa forma, o engenheiro de produção consegue contribuir no processo de busca por melhoria contínua.

O Lean Healthcare contribui para a eficiência operacional de instituições reduzindo custos, eliminando desperdícios e entregando valor ao paciente. Em uma era onde novas tecnologias estão sendo utilizadas, nos deparamos com a Inteligência Artificial (IA). No cenário Healthcare, a IA pode identificar processos, descobrir doenças precocemente e otimizar recursos, entregando apoio a análise. A inteligência artificial se torna um braço do engenheiro de produção, auxiliando na resolução de problemas e torna mais assertiva a tomada de decisão.

A UpFlux é uma tecnologia de Process Mining que auxilia o engenheiro de produção a tomar decisões por meio da visualização dos processos reais da instituição, dispensando trabalho manual de mapeamento. Mapeamos automaticamente os processos com base nos dados disponíveis em sistemas de registro, identificando variabilidades e desvios dos processos previamente definidos.

A ferramenta é simples e intuitiva: após integração e extração de dados dos fluxos, a UpFlux mapeia o seguimento de um processo com base em um número específico de pacientes no intervalo de tempo determinado. Rapidamente, a plataforma entrega uma visualização clara dos desvios, tempos e ineficiências do processo. Com base nisso, o profissional pode tomar decisões, reduzindo custos e eliminando desperdícios. A análise dos processos em healthcare entrega maior valor e auxilia na segurança do paciente.

GIF Fluxo Jornada Cirurgica

Quer saber mais sobre as soluções da UpFlux para healthcare? Entre em contato com um dos nossos especialistas clicando aqui.

REFERÊNCIAS

SANTOS, Bruno M. A contribuição da engenharia de produção para os sistemas de saúde. Excelência Operacional, 2020. Disponível em: [https://www.excelenciaoperacional.blog.br/2020/05/07/a-contribuicao-da-engenharia-de-producao-para-os-sistemas-de-saude/]. Acesso em: 07 de dezembro de 2020.

FONTES, Alexia. O que é engenharia de produção?. Voitto, 2020. Disponível em: [https://www.voitto.com.br/blog/artigo/engenharia-de-producao]. Acesso em: 07 de dezembro de 2020.

Lean Healthcare Situação Atual e Perspectivas para a Engenharia de Produção. Disponível em: http://abepro.org.br/arquivos/websites/51/LeanHealthcareDesafiosPerspectivasEngenhariaProdu%C3%A7%C3%A3o.pdf


Postagens Relacionadas