Hospitais e Clínicas

3 motivos para ver a Desospitalização como redução de custos

23 de Abril de 2021

• Tempo de leitura:

Voltar

Desospitalização como redução de custos

A Desospitalização é um processo que consiste em retirar o paciente do ambiente hospitalar para um tratamento domiciliar, que deverá ser feito por um profissional especializado. Essa prática possui o principal objetivo de melhorar a experiência de pacientes estáveis, garantindo um cuidado com maior qualidade e uma recuperação mais rápida e menos dolorosa.

Além de melhorar a experiência e qualidade no tratamento do paciente, podemos ver também o processo de desospitalização como redução de custos e traz ganhos financeiros a hospitais e clínicas, que, ao promover maior segurança ao paciente ao retirá-lo do ambiente hospitalar, reduz a exposição a maiores riscos e eventos adversos, como infecções. Dessa forma, a instituição evita custos por readmissão e tratamentos desnecessários. Seu hospital já possui um processo de Desospitalização estruturado?

A Desospitalização é geralmente vista como uma ação para melhorar o cuidado e a satisfação do paciente, mas também pode ser considerada uma estratégia para reduzir significativamente os custos assistenciais de um hospital. Nesse blog, vamos mostrar 3 estratégias que seu hospital pode adotar para reduzir significativamente seus custos!

Melhore a qualidade e eficiência dos processos hospitalares

Agende agora uma conversa com um dos nossos consultores gratuitamente e descubra como a UpFlux Process Mining pode melhorar a eficiência de processos assistenciais e de apoio.

A Desospitalização reduz o tempo de permanência

Muitas instituições hospitalares enfrentam desafios no controle do tempo de permanência dos pacientes, assumindo custos que poderiam ser evitados por conta dos dias excedentes. Você sabe como é determinado o tempo adequado para cada caso?

A SIGTAP (Sistema de Gerenciamento da Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS) indica o tempo de permanência recomendado para os pacientes conforme os procedimentos necessários e condições clínicas. Em caso de pacientes com plano de saúde privado, também existe uma definição do tempo (e custo) recomendado para cada procedimento, geralmente negociado entre ambas as partes (operadora e instituição hospitalar). A Desospitalização visa controlar e diminuir esses tempos (e custos).

Para suprir essa necessidade, hospitais e clínicas iniciam um projeto de Desospitalização a partir da estruturação de Escritórios de Altas, formados por equipes que possuem o objetivo de identificar pacientes que podem ter sua alta antecipada, desde que com segurança.

Além disso, essas equipes devem identificar quais são os casos que possuem maior probabilidade de hospitalização prolongada já na admissão do paciente, mapeando seus riscos e resolvendo-os. Para acelerar o processo de Desospitalização, a equipe deve discutir ações para diminuir os tempos, levando sempre em consideração a qualidade na jornada.

Entretanto, esse processo pode ser ineficiente se a equipe não possuir os recursos necessários para realizar a monitoração dos casos e atuar na redução dos tempos médios de permanência em cada uma das diferentes especialidades e condições clínicas.

A atuação da equipe de alta performance pode ser prejudicada quando não existem recursos que auxiliem na identificação ágil de problemas que podem impactar nos tempos durante a jornada do paciente. Este é um dos cenários que a UpFlux colabora: nós ajudamos a equipe a atuar rapidamente a partir da notificação de problemas na jornada.

Daniel Teixeira, Enfermeiro e Head de Saúde

A plataforma UpFlux possui integração com a SIGTAP, DRG e diversos ERP, notificando o usuário sempre que um paciente estiver próximo a sua alta prevista. Além disso, a UpFlux também notifica o usuário em tempo real sempre que houver um evento não previsto em sua jornada, problemas estes que podem impactar no tempo de permanência. Assim, a equipe pode atuar e corrigir as ineficiências no caso de forma ágil.

Veja abaixo como a UpFlux facilita a análise de casos que excederam os dias recomendados pela Tabela SIGTAP, sendo possível também filtrar e identificar por especialidade. No caso abaixo, os casos excedentes são sinalizados na cor vermelha:

desospitalizacao-process-mining-upflux-kanban
UpFlux facilita a análise do tempo de permanência de pacientes

A Desospitalização aumenta o giro de leitos

Outra ineficiência comum em instituições hospitalares é a falta de previsibilidade na disponibilização de leitos entre as diferentes especialidades médicas e condições clínicas de cada paciente. O tempo de permanência impacta diretamente na disponibilização desses leitos, uma vez que o uso para novos procedimentos eletivos ou emergenciais é impedido.

A disponibilidade de leitos está diretamente ligada a competitividade e lucratividade de um hospital, já que se os leitos estiverem disponíveis, mais procedimentos poderão ser realizados com os mesmos recursos. Com base no conceito de Lean Healthcare, podemos otimizar o uso da capacidade instalada. Nesse contexto, a Desospitalização busca identificar quais são os pacientes que podem ter sua desospitalização priorizada.

Essa estratégia visa reduzir os custos assistenciais e otimizar o ciclo de receita. A UpFlux evidencia uma análise 360º das internações, permitindo a fácil visualização de casos por especialidade, procedimentos e condições clínicas.

desospitalizacao-process-mining-plataforma-upflux
UpFlux realiza a análise 360º das internações

Já pensou em usar uma tecnologia analítica como a Mineração de Processos para melhorar a rotatividade de leitos com um baixo esforço de implementação e extração de conhecimento?

A Desospitalização reduz desperdícios

Já vimos que o Escritório de Altas Hospitalares possui o objetivo de mitigar riscos e eliminar ou corrigir problemas que podem impactar em diárias excedidas. A análise da jornada do paciente pode revelar ineficiências comuns em todos os casos da especialidade ou de qualquer procedimento da instituição, como desvios, gargalos e retrabalhos. Ou seja, problemas que impactam diretamente no custo total do atendimento.

Ao identificar de forma automatizada os desperdícios existentes no percurso assistencial, as equipes podem agir na eliminação desses, trazendo maior eficiência operacional na jornada, melhorando os processos e reduzindo custos.

A plataforma UpFlux faz a descoberta da realidade da jornada do paciente a partir do mapeamento automático dos processos, identificando ineficiências no percurso. Com simples navegação e exploração, a UpFlux traz insights para a melhoria contínua dos processos e melhora a eficiência do projeto de Desospitalização, trazendo ganhos em produtividade e redução de custos para hospitais e clínicas. 

A UpFlux Process Mining faz a descoberta automática de desperdícios em processos assistenciais e de apoio como excesso de exames, materiais e medicamentos. Veja abaixo como nossa tecnologia faz o mapeamento da jornada do paciente e evidencia esses desperdícios:

desospitalizacao-process-mining-jornada-upflux-mapa
UpFlux realiza o mapeamento automático da jornada dos pacientes

Desospitalização como Redução de Custos

O processo de desospitalização colabora na redução de custos a partir da avaliação do tempo de permanência dos pacientes, identificando a causa raiz do tempo excedente e os desperdícios ao longo da jornada. Essa monitoração permite que a instituição hospitalar atue na antecipação de altas seguras. Porém, essa análise pode ser ineficiente se realizada de forma manual. Nesse cenário, a UpFlux Process Mining colabora na otimização do processo de Desospitalização, antecipando os ganhos e melhorando seus resultados.

UpFlux Process Mining

A plataforma de Mineração de Processos da UpFlux colabora com projetos de Desospitalização a partir da identificação da causa raiz de ineficiências, custos e diárias excedentes. A UpFlux identificou R$1,5 milhões em oportunidades de redução de custos no Hospital Unimed São José do Campos no primeiro mês de aplicação. Em outro caso, mapeamos também R$365 mil em desperdícios em apenas uma linha de cuidado

Melhore a qualidade e eficiência dos processos hospitalares

Quer saber como a tecnologia de Process Mining pode colaborar com seu projeto de Desospitalização? Fale com um dos nossos consultores e saiba mais!


Postagens Relacionadas